Pesquisar
Close this search box.

Melhores Pedais de Guitarra: Os Top 33 em 2024

Quer saber quais são os melhores pedais de guitarra do mercado? Neste post, você vai conhecer os modelos preferidos pelos guitarristas famosos.
Melhores pedais de guitarra

Os pedais de efeito são verdadeiros aliados dos guitarristas, permitindo a criação de sons únicos e expressivos. Com uma ampla variedade de opções disponíveis no mercado, pode ser difícil escolher quais pedais são os melhores para atender às suas necessidades. 

Neste artigo, vamos apresentar os 33 melhores pedais de guitarra (sendo 11 tipos de pedal e 3 modelos de cada), destacando suas principais características e revelando alguns guitarristas famosos que os utilizam para inspirar e guiar suas próprias criações musicais. Além disso, vamos listar os 5 pedais de guitarra mais famosos que se tornaram verdadeiros ícones na indústria da música.

Overdrive

O overdrive é um pedal de efeito essencial para qualquer guitarrista. Ele adiciona ganho e saturação ao sinal da guitarra, criando um timbre quente e levemente distorcido. Um dos pedais de overdrive mais populares é o Tube Screamer da Ibanez, que foi imortalizado por ninguém menos que Stevie Ray Vaughan.

Marcas e Modelos de Pedais de Overdrive

Algumas das marcas mais populares são Ibanez, Boss, Fulltone, ProCo, entre outras. Dentre os modelos, destacam-se:

Ibanez Tube Screamer TS808

Um clássico atemporal, o Ibanez Tube Screamer TS808 é amplamente utilizado por guitarristas em diversos gêneros musicais. Conhecido por sua resposta dinâmica e timbre suave, ele oferece um drive encorpado sem perder a definição. Com botões de Drive, Tone e Level, permite controlar o ganho, a equalização e o volume do sinal.

Boss BD-2 Blues Driver

O Boss BD-2 Blues Driver é um pedal de overdrive extremamente versátil. Ele oferece uma distorção suave e orgânica, capaz de replicar os timbres clássicos dos amplificadores valvulados. Com os botões de Level, Tone e Gain, é possível ajustar o volume, a equalização e a quantidade de drive desejada.

Fulltone OCD

O Fulltone OCD (Obsessive Compulsive Drive) é um pedal de overdrive aclamado por sua dinâmica e clareza. Com um grande alcance de ganho, desde overdrive sutil até uma distorção mais pesada, ele é capaz de realçar a resposta e a articulação da guitarra. Os botões de Volume, Drive e Tone permitem controlar o nível de saída, o ganho e a tonalidade do efeito.

Botões e Funções

Os pedais de overdrive geralmente possuem botões que permitem ajustes personalizados de acordo com as preferências sonoras de cada guitarrista. Os botões mais comuns encontrados em um pedal de overdrive são:

Drive/Gain

Este botão controla a quantidade de distorção ou ganho aplicada ao sinal da guitarra. Girando-o no sentido horário aumenta a distorção, enquanto girando no sentido anti-horário diminui o efeito.

Tone

O botão de Tone (ou EQ) ajusta a equalização do sinal de overdrive. Geralmente, girar no sentido horário adiciona mais agudos, enquanto girar no sentido anti-horário adiciona mais graves.

Level/Volume

O botão de Level (ou Volume) controla o nível de saída do pedal. Ele determina o quão forte ou suave será o volume do sinal de overdrive em relação ao volume original da guitarra.

Funcionamento do sinal de Overdrive

O sinal de overdrive é alcançado através do aumento da voltagem do sinal de entrada, gerando uma distorção suave nas etapas de amplificação. 

Isso é conseguido por meio da saturação dos componentes internos do pedal, como transistores ou válvulas, que geram uma compressão suave do sinal, adicionando harmonias e sustentação ao som da guitarra.

Distortion

Para os amantes de timbres pesados e cheios de atitude, o pedal de distortion é indispensável. Ele produz uma distorção mais agressiva e poderosa do que o overdrive. O Boss DS-1 é um exemplo clássico de pedal de distortion usado por Kurt Cobain, líder do Nirvana, em suas performances intensas.

Aspas: Esse foi meu primeiro pedal. Diversão total.

Marcas e modelos de Pedais de Distortion

Diversas marcas produzem pedal de distortion de alta qualidade. Algumas das marcas mais conhecidas são Boss, ProCo, Electro-Harmonix, MXR, entre outras. Destacam-se:

Boss DS-1 Distortion

O Boss DS-1 é um dos pedais de distortion mais icônicos e amplamente utilizados pelos guitarristas. Ele oferece uma distorção poderosa e versátil, desde um crunch suave até um drive mais intenso. Com os botões de Level, Tone e Distortion, é possível ajustar o nível de saída, a equalização e a quantidade de distorção desejada.

ProCo Rat 2

O ProCo Rat 2 é um pedal de distortion lendário conhecido por sua capacidade de produzir timbres agressivos e cheios de sustain – capacidade de manter a vibração sonora depois do som ser feito. Ele oferece uma distorção de alto ganho com muita clareza e definição. Com os botões de Filter, Distortion, Volume e Tone, é possível ajustar a resposta de frequência, a quantidade de distorção, o volume e a tonalidade do efeito.

Electro-Harmonix Big Muff Pi

O Electro-Harmonix Big Muff Pi é um pedal de distortion adorado por guitarristas de diversos gêneros. Ele oferece uma distorção espessa e saturada com um sustain impressionante. Com os botões de Volume, Tone e Sustain, é possível controlar o nível de saída, a equalização e a quantidade de distorção e sustentação desejada.

Botões e Funções

Os botões mais comuns encontrados em um pedal de distortion são:

Distortion/Gain

Este botão controla a quantidade de distorção ou ganho aplicada ao sinal da guitarra. Girando-o no sentido horário aumenta a distorção, enquanto girando no sentido anti-horário diminui o efeito.

Tone/EQ

O botão de Tone (ou EQ) ajusta a equalização do sinal de distortion. Geralmente, girar no sentido horário adiciona mais agudos, enquanto girar no sentido anti-horário adiciona mais graves.

Level/Volume

O botão de Level (ou Volume) controla o nível de saída do pedal. Ele determina o quão alto ou suave será o volume do sinal de distortion em relação ao volume original da guitarra.

Funcionamento do Sinal de Distortion

O sinal de distortion é alcançado através do aumento da intensidade e ganho do sinal de entrada. Isso é realizado por meio da amplificação da forma de onda do sinal, gerando uma distorção harmônica adicional. 

O sinal original é amplificado a um ponto em que ocorre a saturação, produzindo um timbre agressivo, cheio de harmônicos e sustain prolongado.

Fuzz

O pedal de fuzz é conhecido por sua distorção suja e cheia de sustain. Ele é capaz de transformar o som da guitarra em um rugido selvagem e vintage. Um dos pedais de fuzz mais icônicos é o Big Muff Pi da Electro-Harmonix, adorado por David Gilmour do Pink Floyd.

Aspas: O meu primeiro fuzz foi um pedal da Joyo. Achei um bom custo-benefício.

Marcas e Modelos de Pedais de Fuzz

Essa viagem psicodélica distorcida e cheia de sustain é fabricada por diversas marcas: Electro-Harmonix, Dunlop, Big Muff, Fuzz Face, entre outras. Vamos a alguns:

Electro-Harmonix Big Muff Pi

O Electro-Harmonix Big Muff Pi é um pedal de fuzz clássico e adorado por guitarristas há décadas. Ele oferece uma distorção densa, sustentada e com uma característica de “sopramento” única. Com os botões de Volume, Tone e Sustain, é possível controlar o nível de saída, a equalização e a quantidade de distorção e sustentação desejada.

Dunlop Fuzz Face

O Dunlop Fuzz Face é um pedal de fuzz que remete aos sons psicodélicos dos anos 60. Ele oferece uma distorção suave e arredondada, com uma resposta dinâmica e orgânica. Com os botões de Volume e Fuzz, é possível ajustar o nível de saída e a quantidade de distorção desejada.

Fulltone OCD

Embora seja conhecido principalmente como um pedal de overdrive, o Fulltone OCD também é capaz de produzir uma distorção fuzz poderosa. Ele oferece uma gama versátil de tons, desde overdrive até fuzz intenso, com um excelente controle de dinâmica. Com os botões de Volume, Drive e Tone, é possível ajustar o nível de saída, o ganho e a tonalidade do efeito fuzz.

Botões e Funções

Os pedais de fuzz geralmente possuem botões que controlam diferentes aspectos do efeito, permitindo uma ampla gama de ajustes para criar o timbre desejado. Geralmente, os botões encontrados em um pedal de fuzz são:

Fuzz/Gain

Este botão controla a quantidade de distorção ou ganho aplicada ao sinal da guitarra. Girando-o no sentido horário aumenta a distorção, enquanto girando no sentido anti-horário diminui o efeito.

Tone/EQ

O botão de Tone (ou EQ) ajusta a equalização do sinal de fuzz. Geralmente, girar no sentido horário adiciona mais agudos, enquanto girar no sentido anti-horário adiciona mais graves.

Volume

O botão de Volume controla o nível de saída do pedal. Ele determina o quão alto ou suave será o volume do sinal de fuzz em relação ao volume original da guitarra.

Funcionamento do Sinal de Fuzz

O sinal de fuzz é obtido através da saturação intensa e não-linear do sinal de entrada. Diferente dos efeitos de overdrive e distortion, o fuzz cria uma distorção mais “caótica” e cheia de harmônicos. 

Isso ocorre por meio da amplificação do sinal a um ponto em que ocorre uma compressão extrema e uma clippagem pesada dos picos de onda, resultando em um som saturado, distorcido e cheio de sustain.

Wah-wah

O wah-wah é um dos efeitos mais expressivos e reconhecíveis da guitarra. Ao movimentar o pedal para frente e para trás, é possível criar um efeito de filtro que lembra a voz humana. Jimi Hendrix, um dos maiores guitarristas de todos os tempos, usava o pedal Cry Baby da Dunlop para criar suas famosas expressões musicais.

Marcas e Modelos de Pedais de Wah Wah

Pedal que funciona pra qualquer tipo de gênero musical, então temos diversas marcas que produzem pedais de Wah Wah. Algumas das marcas mais conhecidas nesse segmento são Dunlop, Vox, Morley, entre outras. Seguem:

Dunlop Cry Baby

O Dunlop Cry Baby é um dos pedais de wah wah mais icônicos e amplamente utilizados pelos guitarristas. Ele oferece uma resposta suave e controlável, permitindo uma ampla gama de variações tonais. 

Dentre os modelos populares, temos o Cry Baby GCB-95 e o Cry Baby 535Q, este último com recursos adicionais de ajuste de frequência e volume.

Aspas: Esse foi meu segundo pedal. Minha referência foi “Voodoo Child” de Hendrix

Vox V847

O Vox V847 é um pedal de wah wah clássico que busca recriar o som vintage dos anos 60. Ele oferece uma resposta orgânica e um timbre quente e encorpado. Com um design simples e eficaz, o Vox V847 é uma excelente opção para quem procura um wah wah tradicional.

Morley Bad Horsie

O Morley Bad Horsie é um pedal de wah wah conhecido por sua operação “switchless” (sem a necessidade de forçar o pé para ligá-lo). Ele possui um sistema de acionamento automático por infravermelho, permitindo que você ative o efeito simplesmente ao encostar o pé no pedal. Com uma resposta rápida e suave, o Bad Horsie oferece um controle preciso do wah wah.

Botões e Funções

Geralmente o Wah Wah vem com um “botão” somente, que é o liga/desliga. Embora a configuração dos botões possa variar de um modelo para outro, os mais comuns são:

Toe Down/Heel Down

Essa função é controlada pela posição do pé no pedal. Quando o pedal está na posição “toe down” (ponta do pé para baixo) e é pressionado, o efeito wah wah é ativado e o timbre é modificado de acordo com a posição do pedal – heel down: fecha os agudos; toe down: fecha os graves. Para desligar, basta pressionar novamente o pedal em posição tow down que o efeito wah wah é desativado e o timbre retorna ao estado original.

Range/Depth

O botão de Range ou Depth permite ajustar a amplitude da variação de frequência do efeito wah wah. Girando-o no sentido horário, você obtém uma variação mais ampla, enquanto girando no sentido anti-horário, a variação é mais sutil.

Q/Resonance

O botão de Q ou Resonance controla a ressonância ou “pico” do filtro do wah wah. Girando-o no sentido horário, você obtém uma ressonância mais pronunciada e acentuada, enquanto girando no sentido anti-horário, a ressonância é mais suave.

Funcionamento do Sinal de Wah Wah

O sinal de wah wah é obtido por meio de um circuito que utiliza um filtro passa-baixas variável. Quando o pedal de wah wah é acionado, ele move um potenciômetro que controla a frequência de corte do filtro. Conforme você movimenta o pedal para frente e para trás, a frequência de corte é alterada, criando assim o efeito de variação tonal característico do wah wah.

Chorus

O pedal de chorus adiciona uma espécie de eco ao som da guitarra, proporcionando uma sensação de maior espacialidade e profundidade. Um exemplo notável é o Boss CE-1, usado por The Edge, do U2, para criar aquelas texturas sonoras etéreas tão características da banda.

Marcas e Modelos de Pedais de Chorus:

Nomes conhecidos e produtores dos pedais de Chorus: Boss, MXR, Electro-Harmonix. Vamos aos modelos:

Boss CE-2

O Boss CE-2 é um pedal de Chorus clássico e adorado por músicos há décadas. Ele oferece um efeito de Chorus suave e orgânico, perfeito para adicionar profundidade e brilho ao som da guitarra. O CE-2 é conhecido por sua sonoridade analógica vintage e sua simplicidade de operação.

MXR M234 Analog Chorus

O MXR M234 Analog Chorus é um pedal de Chorus versátil que oferece uma ampla gama de sons, desde sutis até mais intensos. Com controles de Depth, Rate e Level, é possível ajustar a profundidade, velocidade e nível de mixagem do efeito de Chorus.

Electro-Harmonix Small Clone

O Electro-Harmonix Small Clone é um pedal de Chorus compacto e poderoso. Ele oferece um som de Chorus límpido e cristalino, com controles de Depth e Rate para ajustar a intensidade e velocidade do efeito. O Small Clone é conhecido por sua sonoridade vintage e sua capacidade de adicionar um toque especial aos timbres de guitarra.

Botões e Funções

Os pedais de Chorus geralmente possuem botões que permitem uma variedade de ajustes para personalizar o timbre desejado. Alguns botões comuns encontrados em um pedal de Chorus são:

Depth

O botão Depth controla a profundidade do efeito de Chorus. Girando-o no sentido horário aumenta a intensidade do efeito, criando uma modulação mais pronunciada. Girando no sentido anti-horário diminui a intensidade, resultando em um efeito mais sutil.

Rate

O botão Rate ajusta a velocidade do efeito de Chorus. Girando-o no sentido horário aumenta a velocidade da modulação, enquanto girando no sentido anti-horário diminui a velocidade, proporcionando um efeito mais lento e suave.

Level/Blend

O botão Level (ou Blend) controla o nível de mixagem do efeito de Chorus com o sinal original da guitarra. Girando-o no sentido horário aumenta o volume do Chorus em relação ao sinal original, enquanto girando no sentido anti-horário diminui o volume do efeito, mantendo um equilíbrio entre o Chorus e o som da guitarra.

Funcionamento do Sinal de Chorus

O sinal de Chorus funciona através da duplicação do sinal original da guitarra e do deslocamento de pitch sutil dessas duplicações. O pedal cria uma cópia do sinal original e, em seguida, modula ligeiramente o pitch dessa cópia, criando assim o efeito de Chorus. Essas duplicações com pitch ligeiramente deslocado são combinadas com o sinal original, criando um som mais cheio e espacial.

Phaser

O phaser cria um efeito de variação de fase no sinal da guitarra, resultando em um som ondulante e psicodélico. Eddie Van Halen, lendário guitarrista do Van Halen, popularizou o MXR Phase 90 – um dos pedais de phaser mais adorados pelos músicos até hoje.

Marcas e Modelos de Pedais de Phaser

Por ser um pedal muito requisitado, existem várias empresas produzindo um Phaser de primeira qualidade – MXR, Electro-Harmonix, Boss, entre outras. Dentre os modelos mais renomados, destacam-se:

MXR Phase 90

O MXR Phase 90 é um dos pedais de Phaser mais icônicos e amplamente utilizados pelos guitarristas. Ele oferece um efeito de Phaser suave e expressivo, com uma sonoridade clássica. Com apenas um botão de controle, o “Speed”, é possível ajustar a velocidade da modulação, proporcionando uma ampla variedade de variações sônicas.

Electro-Harmonix Small Stone

O Electro-Harmonix Small Stone é um pedal de Phaser conhecido por sua sonoridade analógica vintage e suas texturas espaciais. Ele oferece controles de “Rate” e “Color”, permitindo ajustar a velocidade da modulação e a profundidade do efeito. O Small Stone é valorizado por seu timbre orgânico e suave.

Boss PH-3 Phase Shifter

O Boss PH-3 Phase Shifter é um pedal de Phaser versátil que oferece uma ampla gama de possibilidades sonoras. Com controles de “Rate”, “Depth” e “Res” (Resonance), é possível ajustar a velocidade, a intensidade e a ressonância do efeito de Phaser. Além disso, o PH-3 apresenta modos diferentes, incluindo Rise, Fall e Step, que expandem ainda mais as opções de modulação.

Botões e Funções

Os botões que encontramos nesses pedais de guitarra, permitem uma personalização detalhada do timbre. Alguns botões comuns encontrados nesses pedais:

Speed/Rate

O botão Speed ou Rate controla a velocidade da modulação do Phaser. Girando-o no sentido horário aumenta a velocidade, criando uma modulação mais rápida e vibrante. Girando no sentido anti-horário diminui a velocidade, resultando em uma modulação mais lenta e suave.

Depth

O botão Depth controla a profundidade da modulação do Phaser. Girando-o no sentido horário aumenta a intensidade da modulação, proporcionando um efeito mais pronunciado. Girando no sentido anti-horário diminui a intensidade, resultando em uma modulação mais sutil.

Resonance/Feedback

O botão Resonance ou Feedback controla a ressonância ou feedback do Phaser. Em alguns modelos, esse controle pode adicionar uma ênfase em determinadas frequências, criando um efeito mais distintivo. Girando no sentido horário aumenta a ressonância, enquanto girando no sentido anti-horário diminui.

Funcionamento do Sinal de Phaser

O sinal de Phaser funciona por meio de um circuito que cria uma série de filtragens e deslocamentos de fase no sinal original da guitarra. Esse circuito divide o sinal em várias faixas de frequência, atrasa algumas delas e, em seguida, combina-as novamente. 

Isso resulta em cancelamentos e reforços de frequências específicas, criando o efeito característico de Phaser. O deslocamento de fase entre as diferentes faixas de frequência cria as variações ondulantes e espaciais que são ouvidas ao usar o pedal de Phaser.

Delay

Esse é responsável por repetir o som da guitarra em intervalos de tempo determinados, criando um efeito de eco. O TC Electronic Flashback Delay é uma opção muito apreciada, e guitarristas como John Mayer o utilizam para adicionar profundidade e dimensão aos seus solos e riffs.

Marcas e Modelos de Pedais de Delay

Algumas das marcas mais destacadas nesse segmento são: Boss, Strymon, TC Electronic.

Boss DD-8 Digital Delay

O Boss DD-8 é um pedal de Delay digital altamente versátil e apreciado por sua qualidade sonora e recursos avançados. Ele oferece uma ampla gama de atrasos, desde os curtos e rápidos até os longos e espaçosos. 

Além disso, possui recursos como Tap Tempo, Modulation Delay e até mesmo um modo Reverse para efeitos mais experimentais.

Strymon Timeline

O Strymon Timeline é um pedal de Delay que combina uma incrível qualidade sonora com uma ampla variedade de tipos de delay. Com controles intuitivos e uma interface amigável, o Timeline oferece uma infinidade de possibilidades, desde delays analógicos clássicos até delays mais complexos e texturizados.

TC Electronic Flashback

O TC Electronic Flashback é um pedal de Delay que oferece uma variedade de sons incríveis em um formato compacto. Com recursos como TonePrint, que permite baixar sons personalizados criados por artistas renomados, e uma grande variedade de tipos de delay, o Flashback é uma escolha popular entre guitarristas de todos os estilos.

Botões e Funções

Os botões controlam diferentes aspectos do efeito, permitindo ajustes do tempo de delay, feedback e mixagem do sinal original com as repetições:

Time/Delay

O botão Time ou Delay controla o tempo de atraso entre as repetições. Girando-o no sentido horário aumenta o tempo de delay, resultando em repetições mais espaçadas. Girando no sentido anti-horário diminui o tempo de delay, criando repetições mais rápidas.

Feedback/Repeats

O botão Feedback ou Repeats controla a quantidade de repetições ou eco gerado pelo pedal. Girando-o no sentido horário aumenta o número de repetições, prolongando o efeito de delay. Girando no sentido anti-horário diminui a quantidade de repetições, resultando em um efeito mais discreto.

Level/Blend

O botão Level ou Blend controla a mixagem do sinal original com as repetições de delay. Girando-o no sentido horário aumenta o volume das repetições, criando um efeito mais presente. Girando no sentido anti-horário reduz o volume das repetições, mantendo um equilíbrio entre o sinal original e o efeito de delay.

Funcionamento do Sinal de Delay

O sinal de Delay funciona através do armazenamento temporário do sinal original e da reprodução desse sinal com um atraso controlado. O pedal de Delay possui um circuito que grava o sinal de entrada e o reproduz depois de um determinado período de tempo. 

Esse atraso cria repetições que podem ser ajustadas em termos de tempo, quantidade de repetições e mixagem com o sinal original. O resultado é um efeito de eco ou repetição que acrescenta profundidade e textura ao som da guitarra.

Reverb

O reverb simula o ambiente de uma sala ou espaço, adicionando uma “cauda” ao som da guitarra. O Strymon BigSky é um dos pedais de reverb mais avançados disponíveis, usado por guitarristas como Andy Summers, do The Police, para criar paisagens sonoras imersivas.

Marcas e Modelos de Pedais de Reverb

Algumas das marcas mais procuradas nesse segmento são Strymon, TC Electronic, Boss, entre outras. Dentre os modelos populares, temos:

Strymon NightSky

O Strymon NightSky é um pedal de Reverb que oferece uma ampla variedade de sons e uma qualidade sonora excepcional. Com controles intuitivos, o NightSky permite explorar desde reverberações sutis e naturais até texturas espaciais e experimentais. Ele oferece uma extensa gama de algoritmos de Reverb, possibilitando a criação de ambientes sonoros impressionantes.

TC Electronic Hall of Fame 2

O TC Electronic Hall of Fame 2 é um pedal de Reverb versátil e repleto de recursos. Com a tecnologia TonePrint, que permite acessar uma ampla variedade de sons personalizados criados por artistas renomados, o Hall of Fame 2 oferece uma variedade de reverberações, desde as clássicas até as mais modernas. É valorizado por sua facilidade de uso e qualidade sonora excepcional.

Boss RV-6

O Boss RV-6 é um pedal de Reverb compacto e confiável, que oferece uma ampla gama de sons em um formato simples de usar. Com diferentes modos de Reverb, incluindo Plate, Hall, Spring e outros, o RV-6 permite criar desde ambientes sutis até reverberações mais intensas e envolventes.

Botões e Funções

Os pedais de Reverb vêm equipados com botões que controlam diferentes aspectos do efeito:

Decay

O botão Decay controla o tempo de decaimento da reverberação, ou seja, o tempo que leva para que o som se dissipe. Girando-o no sentido horário aumenta o tempo de decaimento, resultando em uma reverberação mais prolongada. Girando no sentido anti-horário diminui o tempo de decaimento, resultando em uma reverberação mais curta.

Tone/EQ

O botão Tone ou EQ permite ajustar a resposta tonal da reverberação. Dependendo do pedal, esse controle pode permitir a atenuação ou realce de determinadas frequências, permitindo moldar o caráter tonal da reverberação de acordo com suas preferências.

Mix/Level

O botão Mix ou Level controla a quantidade de reverberação misturada ao sinal original. Girando-o no sentido horário aumenta a intensidade da reverberação, tornando-a mais presente no mix. Girando no sentido anti-horário reduz a quantidade de reverberação, mantendo um equilíbrio com o sinal original.

Funcionamento do Sinal de Reverb

O sinal de Reverb simula a reverberação natural que ocorre em diferentes espaços, como salas de concerto, estúdios ou ambientes abertos. O pedal de Reverb captura o sinal original da guitarra e aplica uma série de repetições e reflexões sonoras que simulam a forma como o som se espalha e reflete em diferentes superfícies. 

Isso cria uma sensação de profundidade, preenchendo o espaço sonoro com uma ambiência envolvente e natural.

Tremolo

O pedal de tremolo modula o volume do sinal da guitarra em uma taxa definida, criando um efeito rítmico pulsante. Um exemplo lendário é o tremolo Fender Twin Reverb, utilizado por Johnny Marr, ex-guitarrista dos Smiths, para adicionar dinâmica e movimento às suas composições.

Marcas e Modelos de Pedais de Tremolo

EarthQuaker Devices, Electro-Harmonix e Fulltone são marcas renomadas que produzem um Tremolo impressionante:

EarthQuaker Devices Hummingbird V3

O EarthQuaker Devices Hummingbird V3 é um pedal de Tremolo altamente versátil e expressivo. Com controles intuitivos, o Hummingbird V3 oferece uma ampla gama de formas de onda e taxa de tremolo ajustável. Ele é valorizado por sua capacidade de criar desde sutis variações rítmicas até efeitos de tremolo mais extremos e intensos.

Electro-Harmonix Super Pulsar

O Electro-Harmonix Super Pulsar é um pedal de Tremolo repleto de recursos e possibilidades sonoras. Com controles abrangentes, o Super Pulsar oferece uma ampla variedade de formas de onda, opções de divisão rítmica e até mesmo recursos avançados, como expressão de pedal. É valorizado por sua versatilidade e precisão na criação de efeitos de Tremolo.

Fulltone Supa-Trem

O Fulltone Supa-Trem é um pedal de Tremolo analógico clássico que reproduz os tons e características dos Tremolos vintage. Com um som rico e cheio de personalidade, o Supa-Trem oferece controles simples e eficazes para ajustar a taxa e profundidade do Tremolo, permitindo que você adicione uma vibração sutil ou crie um efeito pulsante marcante.

Botões e Funções

Os pedais de Tremolo possuem botões que permitem ajustes precisos na taxa, profundidade e forma de onda do Tremolo. Alguns botões encontrados em um Tremolo:

Rate/Speed

O botão Rate ou Speed controla a velocidade do Tremolo, determinando a taxa de oscilação do volume. Girando-o no sentido horário aumenta a velocidade, resultando em um Tremolo mais rápido. Girando no sentido anti-horário diminui a velocidade, produzindo um Tremolo mais lento.

Depth

O botão Depth controla a profundidade do Tremolo, ou seja, a intensidade da variação do volume. Girando-o no sentido horário aumenta a amplitude da oscilação do volume, criando um Tremolo mais pronunciado. Girando no sentido anti-horário diminui a amplitude, resultando em um Tremolo mais suave e discreto.

Waveform

O botão Waveform permite selecionar a forma de onda do Tremolo. Alguns pedais oferecem opções como onda senoidal, quadrada, triangular, entre outras. Cada forma de onda produz um caráter sonoro diferente, permitindo que você escolha o tipo de pulsar que mais se adequa à sua música.

Funcionamento do Sinal de Tremolo

O sinal de Tremolo é modulado ao variar a amplitude do volume de forma rítmica e pulsante. O pedal de Tremolo captura o sinal original da guitarra e, através do controle da taxa e profundidade, altera o volume de forma oscilante. Isso cria uma sensação de pulsação sonora, adicionando uma dinâmica e um groove distintos à sua música. 

O Tremolo pode ser usado tanto de forma sutil para adicionar um toque de vibração ao som, quanto de forma mais intensa para criar um efeito pulsante e marcante.

Compressor

O pedal compressor equaliza e regula o volume do sinal da guitarra, tornando-o mais uniforme e controlado. Um compressor amplamente utilizado é o MXR Dyna Comp, que foi adotado por Keith Richards, dos Rolling Stones, para obter um som mais articulado e consistente.

Marcas e Modelos de Pedais de Compressor

Há uma grande variedade de marcas renomadas que produzem pedais de Compressor. MXR, Keeley Electronics e Origin Effects são alguns exemplos:

MXR Dyna Comp

O MXR Dyna Comp é um clássico entre os pedais de Compressor. Oferecendo um som suave e transparente, o Dyna Comp é conhecido por sua capacidade de adicionar sustain e equilibrar o volume das notas. É um pedal simples, mas eficaz, que permite ajustar a quantidade de compressão com um único controle.

Keeley Compressor Plus

O Keeley Compressor Plus é um pedal de Compressor versátil e cheio de recursos. Ele oferece controles para ajustar o Threshold (limiar), Ratio (taxa de compressão), Attack (ataque) e Release (liberação), permitindo uma ampla gama de ajustes para moldar o som. Além disso, possui um modo Blend, que mistura o sinal comprimido com o sinal original para preservar a dinâmica natural da guitarra.

Origin Effects Cali76

O Origin Effects Cali76 é um pedal de Compressor de alta qualidade que busca replicar o som e a sensação dos compressores clássicos usados em estúdios analógicos. Ele oferece controles precisos para Threshold, Ratio, Attack, Release e Level, permitindo uma compressão refinada e personalizada. O Cali76 é conhecido por seu som transparente e pela capacidade de adicionar sustain sem comprometer a dinâmica da guitarra.

Botões e Funções

Os pedais de Compressor possuem botões que controlam diferentes aspectos do efeito, permitindo ajustes precisos na compressão do sinal. Alguns botões comuns encontrados em um pedal Compressor são:

Threshold

O botão Threshold controla o ponto em que o Compressor começa a atuar. Ao girá-lo no sentido horário, o limiar – threshold – é definido em um valor mais alto, fazendo com que o Compressor atue apenas nas notas mais fortes. Girando no sentido anti-horário, o limiar é definido em um valor mais baixo, fazendo com que o Compressor atue em um espectro mais amplo de notas.

Ratio

O botão Ratio determina a quantidade de compressão aplicada ao sinal. Um ajuste mais alto, como 4:1, significa que para cada 4 decibéis acima do limiar – threshold -, o Compressor reduzirá o sinal para 1 decibel. Aumentar o valor do Ratio resulta em uma compressão mais intensa.

Attack

O botão Attack controla o tempo que o Compressor leva para atingir o nível máximo de compressão após o sinal ultrapassar o limiar. Girando no sentido horário, o ataque é mais rápido, reduzindo as variações de volume de forma mais instantânea. 

Girando no sentido anti-horário, o ataque é mais lento, permitindo que as notas iniciais tenham mais dinâmica antes da compressão ser aplicada.

Release

O botão Release controla o tempo que o Compressor leva para retornar ao nível original de volume após o sinal voltar abaixo do limiar – threshold. Girar no sentido horário resulta em uma liberação mais lenta, mantendo o sustain das notas por mais tempo. Girar no sentido anti-horário resulta em uma liberação mais rápida, permitindo uma resposta mais dinâmica do volume.

Funcionamento do Sinal de Compressor

O sinal de Compressor é processado de forma a reduzir as diferenças de volume entre as notas. Quando o sinal ultrapassa o limiar definido, o Compressor entra em ação e reduz o volume da guitarra de acordo com o valor do Ratio. Isso ajuda a equilibrar as notas, tornando-as mais suaves, menos pronunciadas e as mais fracas mais audíveis. 

Dessa forma, o Compressor ajuda a obter um som mais consistente e controlado, aumentando o sustain e realçando os detalhes das notas.

Octave

O pedal de oitavador adiciona uma oitava acima ou abaixo da nota tocada, criando um efeito poderoso e grosso. Jimi Hendrix usou o pedal Octavia para produzir os lendários sons de guitarra em “Purple Haze” e “Fire”.

Marcas e Modelos de Pedais de Efeito Octave

Várias marcas conceituadas produzem pedal Octave de excelente qualidade. Alguns deles pra dar um confere:

Electro-Harmonix POG2

O Electro-Harmonix POG2 (Polyphonic Octave Generator) é um pedal versátil que oferece uma ampla gama de possibilidades sonoras. Ele permite adicionar notas uma oitava acima ou abaixo da nota original, bem como gerar sons polifônicos complexos. Com controles intuitivos e a capacidade de armazenar predefinições, o POG2 é um pedal poderoso para expandir sua criatividade musical.

Boss OC-5

O Boss OC-5 é um pedal popular conhecido por sua precisão e resposta rápida. Ele oferece três modos diferentes: Polyphonic, Drive e Oct2. O modo Polyphonic rastreia os acordes e notas individuais com precisão, enquanto o modo Drive adiciona um tom de distorção às notas geradas. O modo Oct2 gera uma oitava abaixo da nota original, adicionando uma profundidade e peso impressionantes.

EarthQuaker Devices Tentacle

O EarthQuaker Devices Tentacle é um pedal compacto de efeito Octave que oferece um som rico e cheio. Ele adiciona uma oitava abaixo da nota original, criando um efeito sub-harmonizado. Com apenas um controle de intensidade, o Tentacle é simples de usar e produz um som encorpado e sinistro.

Botões e Funções

Os pedais de efeito Octave geralmente possuem botões que controlam diferentes aspectos do efeito, permitindo ajustes precisos na geração das oitavas. Alguns botões comuns encontrados em um pedal de efeito Octave são:

Octave Up

Este botão controla a quantidade de oitava acima que será adicionada ao sinal original. Girá-lo no sentido horário aumenta a intensidade do efeito, enquanto girá-lo no sentido anti-horário diminui a intensidade.

Octave Down

Este botão controla a quantidade de oitava abaixo que será gerada em relação à nota original. Girá-lo no sentido horário aumenta a profundidade do efeito, enquanto girá-lo no sentido anti-horário diminui a profundidade.

Blend

O botão Blend ajusta a proporção entre o sinal original da guitarra e o sinal com o efeito de oitava. Girá-lo no sentido horário aumenta a intensidade do efeito de oitava, enquanto girá-lo no sentido anti-horário diminui a intensidade, permitindo que você misture a quantidade desejada de efeito.

Funcionamento do Sinal de Octave

O sinal de Octave é processado pelo pedal Octave de forma a gerar notas uma oitava acima ou abaixo da nota original. Esse processo é alcançado através da duplicação do sinal original e do deslocamento dessa duplicação para a oitava desejada. 

Em seguida, esses sinais são misturados com o sinal original, criando um efeito de oitava. Dependendo do design do pedal, diferentes algoritmos e técnicas podem ser utilizados para alcançar resultados sonoros precisos e de alta qualidade.

Os 5 Pedais de guitarra Mais Famosos

Antes de ir embora…

Os pedais de efeito são verdadeiros tesouros para os guitarristas, permitindo que eles expressem sua criatividade e estilo pessoal. Neste artigo, destacamos os 33 melhores pedais de guitarra, apresentando suas principais características e mencionando alguns guitarristas famosos que os utilizam. 

Além disso, listamos os 5 pedais mais famosos, que se tornaram verdadeiros ícones na indústria da música. 

Lembre-se de que a escolha dos pedais depende do seu gosto musical e das necessidades individuais, então experimente diferentes combinações e descubra quais efeitos ressoam com a sua própria voz musical. Que esses pedais inspirem você a explorar novos horizontes sonoros e a criar sua própria jornada musical única.

Posts relacionados

Deixe um comentário