Pesquisar
Close this search box.

Tipos de Violão: Conheça os modelos mais populares

Encontre os diferentes tipos de violão e entenda qual se encaixa mais com suas necessidades musicais.
Tipos de violão

A escolha de um violão pode ser mais complexa do que parece, pois você vai encontrar inúmeros tipos de violão por aí. 

Normalmente, a primeira coisa que chama a atenção em relação aos distintos modelos é a sua aparência. Realmente, o apelo visual é relevante quando se vai adquirir um instrumento, mas essa diferença estética vai, de fato, afetar a maneira como o seu violão soa.

Descobrir entre os tipos de violão qual melhor atende às suas necessidades pode ser um desafio quando há tantas opções, mas pode contar com a ajuda do Resenha Sonora para sanar quaisquer dúvidas sobre esse assunto.

Neste artigo, vamos analisar os principais modelos de violão e explicar como cada formato do corpo vai afetar o som do instrumento.Também, destacaremos alguns artistas famosos que usam cada formato, as marcas de violão que produzem cada modelo e vamos responder às principais perguntas sobre cada tipo.

Você vai ver:

Violão Folk ou Dreadnought

O violão Folk é um dos tipos de violão mais procurados no mercado. Foi desenvolvido e fabricado pela primeira vez em 1916 por uma das mais famosas marcas de violão, a C. F. Martin

Esse violão também é conhecido como Dreadnought, uma homenagem ao navio de guerra inglês de mesmo nome, que era maior e mais efetivo que todas as demais embarcações da época.

Assim como o navio, o violão Folk apresenta um corpo maior e mais largo do que outros modelos de violão, proporcionando um timbre mais rico e um volume mais alto.

Sua caixa acústica menos arredondada e grande faz com que ele tenha uma vasta gama de médios – exatamente a região sonora onde os vocais tendem a ficar na música – por isso é ótimo para cantores. Ele também oferece graves ousados, produzindo no todo um som mais gordo e com excelente clareza.

As cordas usadas no Folk são de aço e você encontra modelos sem e com cutaway, aquela reentrância no corpo que permite que sua mão alcance as notas mais agudas com maior facilidade.

Outro ponto que chama atenção nesse modelo, além de sua estética e sonoridade, é sua versatilidade. Ele equilibra volume, tamanho, tocabilidade e tonalidade expressiva, o que explica por que tem sido escolhido e usado por tantos artistas icônicos.

Marcas que produzem o violão Folk

Algumas marcas nacionais que produzem o Folk são: Tagima, Giannini, Strinberg e Di Giorgio. Já as marcas gringas são: Martin, Gibson, Fender, Guild, Yamaha e Epiphone.

Perguntas frequentes sobre o violão Folk

Qual a diferença entre violão Folk e Clássico?

O violão Clássico utiliza cordas de nylon, enquanto o Folk é tocado com cordas de aço. Por ter um corpo maior, o Folk é mais pesado que o Clássico e produz um som mais alto.

Qual a diferença entre violão Folk e Jumbo?

O Folk ou Dreadnought tem menos cintura e um corpo mais quadrado, já o Jumbo possui mais curva, tem uma cintura mais estreita e um corpo ainda maior. Os violões Folk têm uma gama de médios bem definida, enquanto os Jumbos têm um som mais alto e de rápida resposta, sendo muito bons para levadas em geral.

Qual o violão Folk com melhor custo-benefício?

O violão Folk Tagima Memphis tem uma excelente relação custo-benefício. Ele é fabricado por uma marca nacional confiável e você consegue encontrar por menos de R$ 700.

Qual encordoamento usar no violão Folk?

O Violão Folk vai muito bem com cordas de aço, pois elas têm um som agudo e cortante. E grandes violões, como o Folk, contrabalanceiam isso com o grave que emitem.

Quais artistas usam o violão Folk?

Artistas como Bruce Springsteen, Bruno Mars, Jon Bon Jovi, John Jorgenson, Steven Wilson e Bob Seger utilizam o violão Folk em suas apresentações.

Violão Clássico

O violão Clássico é o preferido pra quem está começando. Tendo suas origens na Espanha, ele tem características e aparência únicas que o diferencia dos demais tipos de violão. 

As cordas do violão clássico são feitas de nylon (ou outros materiais semelhantes), que são mais flexíveis e fazem menos tensão no braço, dando-lhe um ataque mais lento, um som mais brilhante, quente e suave.

O braço é um pouco mais largo do que na maioria dos tipos de violão e, também, é um pouco mais curto, mantendo sua tradição histórica de construção, o que acabam sendo mais fatores para ajudar na tocabilidade desse modelo.

Em um violão clássico, você sempre vai encontrar um design bonito e decorativo – chamado de roseta ou mosaico – ao redor da boca. Isso não tem propósito funcional, apenas estético.

Marcas que produzem o violão Clássico

Algumas marcas nacionais que produzem o Clássico são: Tagima, Giannini, Strinberg e Di Giorgio. Já as marcas gringas são: Takamine, Taylor, Yamaha e Martin.

Perguntas Frequentes sobre o violão Clássico

Qual a diferença entre violão clássico e acústico?

O violão acústico é aquele que projeta o som das cordas usando sua caixa acústica sem necessidade de amplificação. Existem diversos tipos de violão acústico e o violão clássico é um deles.

Qual a melhor marca de violão clássico?

O Di Giorgio ganhou fama internacional por ter sido o violão do João Gilberto, mas se levarmos em consideração preço e sucesso de vendas, podemos citar o Giannini Start N-14 que é um classico violão bom e barato.

Quem faz a manutenção de um violão clássico?

O luthier é o profissional responsável não só por fazer a manutenção de violões clássicos, assim como realizar a construção deles do zero.

Qual encordoamento usar no violão Clássico?

As cordas de nylon são mais usadas em violões clássicos. Elas casam muito bem com o tipo de som exigido em canções complexas como as músicas de orquestra e a Bossa nova. 

Quais artistas usam o violão Clássico?

É muito comum ver artistas de MPB e Bossa Nova tocando o violão clássico. Nomes muito conhecidos como João Gilberto, Guinga, Toquinho e João Bosco são alguns deles.

Violão de 12 cordas

O violão de 12 cordas é uma versão mais rebuscada do de 6 cordas. Diferente do que se pode pensar, as 12 cordas não ocupam o dobro do espaço, pois na verdade este tipo de violão possui 6 grupos (ou cursos) de 2 cordas que ficam bem juntinhas. Essas cordas duplicadas produzem sons de toque mais rico e emitem o que é chamado de efeito de coro natural por causa das diferenças sutis nas frequências que são produzidas ao dedilhar cada uma das duas cordas de cada curso.

Violões de 12 cordas são perfeitos para adicionar profundidade e brilho aos seus padrões de dedilhar, principalmente em acordes abertos nos quais as cordas vibram com mais liberdade.

O violão de 12 cordas tem essa sonoridade única e bonita que você nunca obterá de um violão tradicional. Com 12 cordas, você consegue um efeito mais completo que pode transformar uma música de praticamente qualquer gênero em algo mais especial.

Não se sabe ao certo a origem do violão moderno de 12 cordas. Existem duas teorias sobre seu nascimento. Uma delas, atribui sua ancestralidade a alguns instrumentos mexicanos de ascendência espanhola que possuíam cursos com duas cordas (e até triplas). Já a outra possibilidade aponta para luthiers italianos, que também têm tradição com instrumentos de cursos duplos, como os pais do violão de 12 cordas.

Marcas que produzem violões de 12 cordas

Algumas marcas nacionais que produzem o violão de 12 cordas são: Tagima, Rozini, Strinberg e Di Giorgio. Já as marcas gringas são: Ibanez, Takamine, Taylor, Guild, Fender e Yamaha.

Perguntas Frequentes sobre violão de 12 cordas

É difícil tocar violão de 12 cordas?

Podemos dizer que o violão de 12 cordas é mais difícil de tocar que o de 6 cordas, pois a tensão das cordas é maior, as cordas em dobro e a proximidade dos cursos de cordas dificultam um pouco a vida do músico, principalmente do iniciante.

Qual é melhor: violão de 6 ou 12 cordas?

O violão de 6 cordas acaba sendo mais versátil. Caso você tenha que optar por apenas um, escolha o de 6 cordas. Violões de 12 cordas podem ser muito úteis para algumas músicas ou momentos mais específicos, pois são perfeitos para adicionar profundidade e brilho aos seus padrões de dedilhar, principalmente em grandes acordes abertos. Eles também trazem mais vida quando você experimenta afinações abertas.

Qual encordoamento usar no violão de 12 cordas?

As cordas de um violão de 12 cordas mais populares são feitas por um combinado de 80% de cobre e 20% de zinco, esse tipo tem um som brilhante e ressonante, mas uma longevidade mais curta. Existem também as cordas de Bronze fosforoso, que emite um som mais quente que a 80/20, têm excelente claridade e vida útil prolongada devido ao teor de fósforo.

Quais artistas usam o violão de 12 cordas?

Artistas e bandas como Bon Jovi, Red Hot Chili Peppers, Jimi Hendrix e Led Zeppelin já usaram violões de 12 cordas em suas músicas.

Violão Jumbo

O Jumbo foi lançado pela Gibson em 1936 para competir com o Dreadnought da Martin. Curiosamente na época em que veio ao mercado, ele não fez tanto sucesso e só caiu nas graças dos músicos no final da década de 40, após a fabricante trocar as madeiras que compunham a sua caixa acústica.

Dentro dos tipos de violão, o Jumbo é o que possui a maior caixa acústica, a qual produz mais volume e sustenta as notas e acordes tocados. Isso ocorre porque ele retém e move mais ar dentro de seu corpo do que violões de tamanho menor.

Um Jumbo normalmente tem um corpo mais arredondado com uma cintura estreita, e isso é fundamental para conseguir atingir a clareza com que esse instrumento “fala”. Eles podem ser encontrados com ou sem cutaway, aquele recuo ou recorte no corpo do violão que permite alcançar as notas mais agudas do braço.

Graças as suas grandes dimensões, há muita madeira em um violão Jumbo e isso é ótimo quando você é um músico que precisa de mais volume. Repleto de espaço para o som reverberar, esse modelo de violão emite sons arrojados, altos, claros, além de possuir graves profundos, tornando-o excelente para ritmos.

Marcas que produzem violões Jumbo

Algumas marcas nacionais que produzem o violão Jumbo são: Strinberg, Eagle e Marquês. Já as marcas gringas são: Gibson, Takamine, Guild, Martin, Guild e Yamaha.

Perguntas frequentes sobre o violão Jumbo

Qual a diferença entre violão jumbo e folk?

O Folk ou Dreadnought tem menos cintura e um corpo mais quadrado, já o Jumbo possui mais curva, tem uma cintura mais estreita e um corpo ainda maior. Os violões Folk têm uma gama de médios bem definida, enquanto os Jumbos têm um som mais alto e de rápida resposta, sendo muito bons para dedilhar.

Qual o melhor violão jumbo?

A Gibson tem a vantagem de ter criado e lançado o primeiro Jumbo em 1936. Outras marcas gringas que produzem excelentes violões desse tipo são a Guild e a Taylor. Se quiser dar preferência aos nacionais, a Strinberg fabrica Jumbos de excelente qualidade.

Quais artistas usam o violão Jumbo?

Artistas que preferem um som mais alto e impetuoso de seu instrumento acústico escolhem o Jumbo. Alguns músicos que usam ou usaram um Jumbo são Elvis Presley, Bob Dylan e Noel Gallagher, do Oasis.

Violão Flat

O violão Flat é um instrumento com o corpo mais fino, ou seja, ele possui uma caixa acústica com menos madeira e menos espaço.

Esse formato de corpo faz com que ele tenha menos volume e menor projeção de som. Isso pode ser enxergado como uma vantagem, pois esse modelo é muito usado plugado em um amplificador e essa menor emissão acústica faz com que ele lide bem com feedback e o alto volume do PA (as caixas de som de um show).

O Flat é um dos tipos de violão que são mais vistos com cordas de nylon, mas existem versões feitas para serem tocadas com corda de aço. Ele possui braços largos e finos, o que traz uma excelente tocabilidade pro instrumento. Suas características físicas trazem a confortabilidade de tocar similar a de uma guitarra e quase sempre têm um cutaway na parte inferior do corpo

Além disso, esses atributos fazem dele um instrumento “coringa”, muito fácil de ser transportado, inclusive dentro de aviões. Ele é muito bom para quem faz shows, pois facilita muito a vida do artista e do engenheiro de som por não ter problemas com feedback.

Marcas que produzem violões Flat

Algumas marcas nacionais que produzem o violão Flat são: Giannini, Strinberg, Rozini, Tagima e Marquês. 

Perguntas frequentes sobre o violão Flat

Violão Flat é bom?

Por ter um corpo mais fino e uma caixa acústica menor, o violão Flat é muito bom para se tocar plugado em shows e apresentações. O formato do seu corpo acaba facilitando o seu transporte, também.

Qual a diferença entre violão Flat e Folk?

O Flat e o Folk são violões bastante diferentes. O Flat tem um corpo fino e com pouca madeira, o que faz ele ter menos emissão e volume. Já o Folk, também conhecido como Dreadnought, é um violão robusto com seu corpo grande e pouco arredondado que faz ele ter um alto volume e grande presença de frequências médias em seu som.

Qual o melhor violão Flat?

Levando em consideração o custo-benefício e a popularidade, o melhor violão Flat é o Giannini NF-14. Um violão com excelente acabamento e muito confortável de se tocar.

Quais artistas usam o violão Flat?

É comum ver artistas como Lenine, Gilberto Gil, Seu Jorge e Ana Carolina usando o violão Flat em suas apresentações.

Violão de 7 cordas

O design geral é praticamente o mesmo de um violão clássico, é inclusive difícil de notar qualquer diferença entre eles quando se está de longe. No entanto, alguns fatores-chave são alterados no violão de 7 cordas para acomodar todas essas cordas em um único instrumento.

Para começar, você notará que o braço do violão é um pouco mais largo que os violões de 6 cordas para comportar essa corda extra no braço do violão. Além disso, você também precisa de um pouco mais de espaço na ponte e no rastilho (a parte que fica no corpo do violão e segura as cordas). 

A finalidade de um violão de 7 cordas é estender o alcance das notas que você pode tocar, adicionando esta corda grave. Um violão de 7 cordas também oferece mais opções para formação de acordes e posicionamento dos dedos.

A corda extra nesse tipo de violão é a mais grave e é afinada em Si (B) ou em Dó (C), as demais cordas são afinadas exatamente iguais a de um violão clássico. Obviamente, você pode usar afinações alternativas, mas essas citadas são as mais comuns. Entre o pessoal que toca choro, que é um estilo muito ligado ao violão de 7 cordas, você vai ver com mais frequência a corda mais grave afinada em Dó (C).

Marcas que produzem violões de 7 cordas

Algumas marcas nacionais que produzem o violão de 7 cordas são: Rozini, Giannini e Marquês.

Perguntas frequentes sobre o violão de 7 cordas

Como surgiu o violão de 7 cordas?

A origem do violão de 7 cordas é atribuída à Rússia por volta do final do século XVIII. Aqui no Brasil ele começou a ser tocado nos anos 1930 e caiu nas graças dos instrumentistas de samba e choro.

Quem toca o violão de 6 toca o violão de 7 cordas?

A resposta inicial é sim, se você já toca o de 6 você vai conseguir se entender com o de 7, talvez precise de um tempinho para se adaptar com a referência da nova corda. Mas, se você quiser tocar músicas mais complexas com aqueles baixos fazendo contraponto com a melodia, característicos do Choro, você vai precisar de mais estudo.

Qual a diferença entre violão de 6 e 7 cordas?

O violão de 7 cordas possui uma corda a mais e ela é ainda mais grave que o Mi (E). Esta corda extra normalmente é afinada em Si (B) ou em Dó (C). 

Como afinar violão de 7 cordas?

A afinação do violão de 7 cordas é muito similar a do de 6 cordas, sendo que a corda extra mais grave é usualmente afinada em Si ou em Dó.

Qual o melhor violão de 7 cordas?

A Rozini é muito conhecida por produzir instrumentos para o samba e o choro, portanto o Rozini Estudante 7 Cordas é uma excelente opção de violão.

Violão Vazado

Dentre os tipos de violão, esse é um tanto peculiar. Diferente de todos citados aqui, o violão Vazado não possui uma caixa ressonante, dessa forma, é necessário usar um amplificador para violões ou fones de ouvido para tocá-lo.

Esses são tipos de violão que parecem de brinquedo, mas são instrumentos de verdade. Por não terem caixa acústica, eles são extremamente leves. Além disso, sua moldura – que emula o formato de um violão – pode ser destacada facilitando ainda mais a mobilidade e transporte desse instrumento.

O violão Vazado normalmente é tocado com cordas de nylon e seu braço é idêntico ao do violão clássico. Sua tocabilidade é como se você estivesse realmente tocando um violão tradicional.

Aqui no Resenha, ficamos impressionados como esse tipo de violão pode soar como um violão comum.

Marcas que produzem violões Vazados

Algumas marcas nacionais que produzem o violão Vazado são: Rozini, Giannini e Marquês. Já entre as marcas gringas, podemos citar a Yamaha.

Perguntas frequentes sobre o violão Vazado

O violão vazado é bom?

Apesar de ter uma aparência um tanto peculiar, o violão vazado tem uma sonoridade muito agradável. Pelo fato de não ter caixa acústica, ele funciona muito bem para apresentações amplificadas pois não tem problemas com feedback.

Que artistas usam o violão vazado?

Artistas como Geraldo Azevedo, Lenine, Caetano Veloso, Thiaguinho e Kiko do Roupa Nova tocam com o violão vazado em suas apresentações.

Qual o melhor violão vazado?

O Yamaha Silent de Nylon é um super violão, o fabricante é mundialmente reconhecido e o instrumento tem um som lindo, além de ser super leve. Uma excelente opção nacional, e com preço mais acessível, é o Violão Vazado Marquês de nylon.

Violão Parlor

O violão Parlor é um instrumento compacto e de cintura estreita, geralmente menor que o violão clássico. Tocados desde o século XIX, hoje, o Parlor está encontrando um interesse renovado entre um amplo espectro de músicos, tanto profissionais quanto aqueles que procuram instrumentos pequenos e leves para levar para tocar com amigos em viagens e festas.

Mas nem sempre foi assim, quando a Martin lançou o Dreadnought em 1916, com um corpo enorme e altíssimo volume, as vendas do Parlor declinaram fortemente.

A volta do interesse por esse tipo de violão se deu porque ele é leve, tem ótima tocabilidade e é muito mais fácil de levar em viagens.

Os violões Parlor têm um ótimo timbre, o que faz ele ser um queridinho dos engenheiros de som, pois a sua sonoridade se encaixa muito bem entre as vozes numa gravação de estúdio. Eles normalmente são tocados com encordoamento de aço.

Eles podem ser encontrados em 3 tamanhos: o zero, o duplo zero e o triplo zero. Sendo o primeiro, o menor deles e o último o maior.

O Parlor é excelente para iniciantes e músicos mais jovens, graças ao seu tamanho compacto, mas, ao mesmo tempo, possui excelente qualidade para músicos mais experientes.

Marcas que produzem violões Parlor

Uma  marca nacional que produz o violão Parlor é a Tagima. Já entre as marcas gringas, podemos citar a Yamaha, Takamine, Fender, Epiphone, Yamaha, Gibson, Taylor, Martin, Ibanez e Guild

Perguntas frequentes sobre o violão Parlor

Violão Parlor é bom para iniciantes?

Os violões do tipo Parlor são ótimos para iniciantes, graças ao seu tamanho compacto que facilita muito o aprendizado de quem está começando a ter aulas de violão.

O tamanho do violão Parlor é ¾?

O Parlor é considerado um violão de escala completa, ele tem as peças do mesmo tamanho de um violão padrão, exceto pelo corpo.

Qual a diferença de um violão Parlor pra um ¾?

A principal diferença é que violões Parlor são, normalmente, instrumentos de alta qualidade e têm a escala completa. Enquanto um violão de tamanho ¾ é visto como um instrumento para iniciantes, então não têm um controle de qualidade tão alto. São normalmente usados por crianças e estudantes no começo da jornada musical.

Quais artistas usam o violão Parlor?

John Mayer é um artista que faz bom uso do violão Parlor, escrevendo e tocando muitas de suas músicas mais recentes nele. Ele é um guitarrista incrível e mostra o quão interessante um violão Parlor pode soar num ambiente de banda.
Abaixo você pode ouvir a versão acústica de Something like Olivia tocada por John Mayer no violão Parlor.

Qual o melhor violão Parlor?

Algumas marcas produzem violões Parlor de altíssima qualidade. O CP-60S da Fender é uma excelente opção com construção impecável, bom volume e surpreende nas frequências médias.

Violão Travel ou Backpacker

Violões Travel são tipos de violão que apresentam algum elemento de design específico que os tornam ideais para viajar. Muitos modelos são projetados para serem desmontados quando não estão em uso, embora as principais características de alguns sejam seu tamanho menor e peso mais leve.

Você pode ter um violão travel como um instrumento de backup, e quando for viajar com ele, pode levar alguns acessórios para violão de fácil portabilidade, como afinador, slides e palhetas, e servir de passatempo em momentos memoráveis.

Embora existam muitos violões Travel que produzem um som de boa qualidade, não espere resultados surpreendentes. Seu violão Travel provavelmente não soará tão bem quanto o seu violão normal e está tudo bem. O objetivo aqui é ter um instrumento portátil que permita que você toque enquanto estiver fora de casa.

Apesar de algumas marcas terem uma linha específica de violões Travel, muitas vezes quaisquer violões com dimensões reduzidas são chamados de Travel, essa não é a abordagem que vamos fazer aqui. Abaixo vamos nos ater aos violões que de fato usam o termo em sua denominação de modelo.

Marcas que produzem violões Travel

Uma marca nacional que produz o violão Travel é a Giannini. Já entre as marcas gringas, podemos citar a Luna, Alvarez, Martin e Washburn.

Perguntas frequentes sobre o violão Travel

Qual violão é melhor para viajar?

Quanto menor for o violão, mais fácil é transportá-lo em viagens, assim violões de dimensões 3 ⁄ 4 ou inferiores são boas opções. Existem também modelos de violão específicos para viagem chamados Travel.

O violão Travel tem um som bom?

Você pode se surpreender com o som de alguns violões pequenos, incluindo os Travel. No entanto, é mais difícil que um violão com o corpo reduzido preserve a qualidade do som quando comparado a um violão de tamanho normal.

Qual o melhor violão Travel?

A Giannini, conhecida por produzir violões de boa qualidade, tem uma linha de Eletroacústicos de aço Travel com ótima tocabilidade e acabamento impecável.

Como escolher um entre tantos tipos de violão

Os diferentes tipos de violão têm formatos variados, como vimos neste artigo, isso vai afetar o volume e a sonoridade em geral do seu instrumento.  De fato, os quesitos mais importantes na hora de escolher um entre tantos modelos são a sonoridade e a tocabilidade, mas fique atento também à finalidade para a qual você está adquirindo aquele violão.

Lembre-se sempre de usar seus ouvidos quando for experimentar muitos violões diferentes. Caso queira comprar online, fique atento aos reviews. Escolha um que seja fácil de tocar e que soe bem. A aparência do instrumento, apesar de ser importante, deve ser um quesito secundário.

Qual é o modelo de violão certo?

O tipo de violão adequado vai depender das suas intenções enquanto músico. O nosso guia aqui em cima pode ajudar a relacionar que tipo de violão se encaixa com suas necessidades.

Se você está iniciando, o violão clássico com ¾ do tamanho ou o Parlor podem ser as melhores opções. Se você quer um violão que fale alto, a sua escolha deve ser um Folk ou um Jumbo. Se você quer fazer apresentações ao vivo e não quer sofrer com o feedback, escolha o Flat ou o Vazado. Se você quer tocar choro, escolha o de 7 cordas e por aí vai…

Para crianças, o ideal é escolher um violão infantil e o tamanho vai variar de acordo com a idade.

Posts relacionados

Deixe um comentário